Fundação Dom Cabral
00A1BE FFFFFF
 

Publicação

O modelo de concessão ferroviária no Brasil sob a ótica dos usuários . In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO. (33. 2009. SÃO PAULO, SP).
Buscar apenas publicações disponíveis para download
Baixe o pdf http://acervo.ci.fdc.org.br/AcervoDigital/Artigos%20FDC/Artigos%20FDC%202009/O%20Modelo%20de%20Concessão%20Ferroviária.pdf Baixe o Abstract  

O modelo de concessão ferroviária no Brasil sob a ótica dos usuários . In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO. (33. 2009. SÃO PAULO, SP).

2.009 São  Paulo : ANPAD,  2009. Resumo dos trabalhos [do] 33. EnANPAD. GOL1847.   RESENDE, Paulo Tarso Vilela de;  SOUSA, Paulo Renato de;  CERQUEIRA, Paulo Rodrigues. Trabalho de evento Resende, Paulo Tarso Vilela de RESENDE, Paulo Tarso Vilela de;  SOUSA, Paulo Renato de;  CERQUEIRA, Paulo Rodrigues. O transporte ferroviário é de extrema relevância para o desenvolvimento do Brasil, contudo, algumas regras estabelecidas não favorecem a melhoria da eficiência operacional. Nesse contexto, a percepção sobre o trabalho realizado pelas concessionárias é de grande importância para identificar os possíveis gargalos e problemas que estejam limitando o potencial de utilização do modal ferroviário, tendo em vista os parâmetros regulatórios dos sistemas de concessão. Com o propósito de contextualizar essa discussão para o cenário brasileiro, 40 usuários foram amostrados e analisados por uma pesquisa descritiva do tipo survey em itens como: entendimento da missão da agência reguladora e associações de classe; disponibilidade; trilhos; serviços complementares, e, por fim, expectativa geral. Os resultados apontam que, a partir do modelo de concessão ferroviária adotado no Brasil, a percepção sobre o trabalho realizado pelas concessionárias é razoável, com alguns entraves pontuais como flexibilidade e abrangência da malha, valor das tarifas cobradas pelo serviço prestado, transporte intermodal, localização e serviços. Isso demonstra que, apesar dos grandes investimentos privados nos últimos anos, grande parte da malha ferroviária brasileira opera longe da condição ideal. Português 005 E56r 2009