Fundação Dom Cabral
00A1BE FFFFFF
 

Publicação

Perspectivas de inovações para adição de valor para usuários do transporte coletivo urbano sob o ponto de vista dos concessionários.
Buscar apenas publicações disponíveis para download
Baixe o pdf https://ci.fdc.org.br/AcervoDigital/Disserta%C3%A7%C3%B5es%20FDC/MPA%202021/Dissertacao%20Clever%20Andrade%20MPA.pdf Baixe o Abstract  

Perspectivas de inovações para adição de valor para usuários do transporte coletivo urbano sob o ponto de vista dos concessionários.

2.021 2021.  75 f. ANDRADE JUNIOR, Clever Soares de;  RESENDE, Paulo Tarso Vilela de. Dissertações FDC Andrade Junior, Clever Soares de ANDRADE JUNIOR, Clever Soares de;  RESENDE, Paulo Tarso Vilela de. O objetivo deste trabalho foi avaliar as percepções das empresas do setor de transporte coletivo urbano de passageiros de Belo Horizonte - MG quanto ao valor atribuído pelos usuários aos serviços prestados por essas empresas. Assim, sugerir possibilidades de melhorias na prestação do serviço e consequente aumento da percepção de valor do usuário. Esse estudo teve um caráter exploratório e semiqualitativo, baseado no resultado de entrevistas com representantes das 15 maiores empresas de transporte público coletivo de Belo Horizonte. De forma geral, ficou evidenciado que a percepção dos Concessionários quanto aos principais itens de valor do usuário são aqueles relacionados ao tempo, ou seja, à rapidez na viagem, com pontualidade no cumprimento de horários, e ao financeiro, isto é, ao baixo custo da tarifa. Dentre as soluções inovadoras que eles apresentaram, destaca-se o desenvolvimento de Apps, de forma a tornar os serviços mais acessíveis, parcerias com startups (PAS) e uma maior proximidade com o cliente. Entretanto, não foi detalhado como essas soluções inovadoras poderiam gerar valor aos usuários. Nesse sentido, sugere-se que essas inovações sejam pensadas de forma a melhorar a gestão do tempo no uso do transporte público. Por outro lado, os Concessionários pretendem aumentar a percepção de valor do usuário nas duas categorias identificadas: tempo – com a criação de pistas exclusivas para facilitar o tempo de deslocamento; e orçamento – com a diminuição do preço da tarifa. Porém, ambas ações esbarram em limitações do Poder Concedente e questões contratuais. Apesar das restrições impostas pelo Poder Concedente em relação às alterações tarifárias, é sugerido que as empresas foquem em tecnologias que melhorem todas as ações de otimização do tempo do usuário, seja na espera para o embarque, no tempo de comprovação do bilhete de embarque, no uso de serviços, como wi-fi e entrada USB, que possibilitem ao usuário melhor aproveitar o tempo de deslocamento. Com o aumento da percepção de valor do usuário, o preço em si da tarifa pode passar a ser menos relevante. Isso porque já foi demonstrado na literatura que, quanto mais uma empresa agrega valor a um produto ou serviço, mais distinto e atrativo será o serviço para o cliente, compensando os altos preços cobrados. Português Documento eletrônico