00A1BE FFFFFF
 

Publicação

Tipos de empreendedores em shopping centers popular e convencional: um estudo comparativo de casos com base na Teoria da Ação Prática de Bourdieu.
Buscar apenas publicações disponíveis para download
Baixe o pdf http://acervo.ci.fdc.org.br/AcervoDigital/Disserta%C3%A7%C3%B5es%20FDC/MPA%202018/Disserta%C3%A7%C3%A3o_Gilmar%20Chagas%20da%20Silva%20(1).pdf Baixe o Abstract  

Tipos de empreendedores em shopping centers popular e convencional: um estudo comparativo de casos com base na Teoria da Ação Prática de Bourdieu.

2.018 Nova Lima, MG,  2018.  116 f. SILVA, Gilmar Chagas da. Dissertações FDC Silva, Gilmar Chagas da SILVA, Gilmar Chagas da. Este estudo tem como propósito investigar, a partir de marco teórico estabelecido em Bourdieu (2008), diferentes capitais - econômicos, sociais, culturais e simbólicos - mobilizados por empreendedores em dois centros de compras da cidade de Montes Claros (MG): o Quarteirão do Povo e o Montes Claros Shopping. O objetivo é melhor compreender diferenças e semelhanças entre essas duas modalidades de centros comerciais no que tange aos empreendimentos e perfis de seus empreendedores, incluindo a consideração dos modelos de negócios, estilos de gestão e estratégias utilizadas com vistas ao domínio dos campos em que se inserem. Para tal, é adotada pesquisa de abordagem qualitativa, conduzida por meio da adoção de entrevistas semiestruturadas e em profundidade, contemplando as categorias de análise alvo do estudo, em particular as noções de Campo, Habitus e Capital – Social, Econômico, Cultural e Simbólico – conforme estabelecidas pela Teoria da Ação Prática de Boudieu (2008). Como sujeitos de pesquisa foram considerados trinta empreendedores instalados nas duas espacialidades estudadas. De acordo com os achados, constata-se uma diversidade de tipos de empreendimentos, faixas etárias dos proprietários, níveis de experiência, origens e histórias familiares, graus de escolaridade, disposição para inovar, bem como atributos comumente associados ao perfil empreendedor, tais como: capacidade de planejamento, de persuasão, iniciativa, comprometimento com o negócio e autoconfiança. Em ambos os espaços registra-se, também, como valor reiteradamente manifesto pelos pesquisados, a persistência diante de dificuldades, destacando-se, como forma de superá-las, a adoção de parcerias, a capacidade de mobilização dos recursos disponíveis à mão e o senso de oportunidade. Em suma, a partir do conjunto dos dados, constata-se a predominância de dois tipos de empreendedores, conforme propostos por Sant’Anna et al. (2011): os Empreendedores Tradicionais e os Empreendedores Modernos. No caso do Quarteirão do Povo, predominando ambos os tipos e no Shopping Montes Claros, dominando o tipo Empreendedor Moderno. Ademais, cabe destacar o Quarteirão do Povo como lócus em que procura reproduzir, no contexto da região central da cidade, a lógica de negócios dominante no Shopping Montes Claros, como a ênfase no embelezamento arquitetônico e paisagístico, bem como na introdução de dispositivos “modernos” de gestão. Como resultante, registra-se traços de gentrificação do espaço integrado pelo Quarteirão, com impactos em variáveis de vitalidade, segurança e sustentabilidade, conforme preconizado por Jacobs (2011).   Português 005.342 S586t 2018 DIS