Fundação Dom Cabral
00A1BE FFFFFF
 

Publicação

Incentivos à abertura de capital em bolsa de valores: relatório final.
Buscar apenas publicações disponíveis para download
Baixe o pdf http://acervo.ci.fdc.org.br/AcervoDigital/Relatórios%20de%20Pesquisa/Relatórios%20de%20pesquisa%202013/Incentivos%20a%20abertura.pdf Baixe o Abstract  

Incentivos à abertura de capital em bolsa de valores: relatório final.

2.013 Brasília:  ABDI,  2013.  263 p. COZZI, Afonso Otávio;  ZEIDAN, Rodrigo Mariath;  LEONEL, Solange;  NETO, Amir;  NAVES, Carla;  RABELLO, Cássio;  BUARIM JUNIOR, Oswaldo;  WIGHTMAN, Joana;  FERREIRA, Carla Maria Naves. Relatório de Pesquisa   COZZI, Afonso Otávio;  ZEIDAN, Rodrigo Mariath;  LEONEL, Solange;  NETO, Amir;  NAVES, Carla;  RABELLO, Cássio;  BUARIM JUNIOR, Oswaldo;  WIGHTMAN, Joana;  FERREIRA, Carla Maria Naves. Contratada pela ABDI, junto à Fundação Dom Cabral, a pesquisa aborda tema de interesse transversal a todos os setores contemplados no Plano Brasil Maior (PBM), especialmente no que se refere à formulação de políticas públicas de apoio ao acesso das empresas brasileiras a fontes de financiamento de longo prazo.

O trabalho está associado a uma iniciativa de amplo alcance na qual a ABDI vem participando, em parceria com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Comissão de Valores Mobiliários (CVM), Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), Ministério da Fazenda, BMF&Bovespa e diversos atores privados que atuam no mercado de capitais brasileiro. A ideia da iniciativa é colaborar para dinamizar o acesso das empresas brasileiras ao mercado aberto de ações. O estudo traz a debate assuntos que dizem respeito ao processo de tomada de decisão das empresas para abertura de capital (IPO) tais como: variáveis financeiras, variáveis econômicas, custos de transação e processo decisório.

Portanto, o objetivo do presente estudo técnico é explorar os desafios e os obstáculos para o desenvolvimento do segmento de acesso à Bolsa de Valores no Brasil, fornecendo aos agentes subsídios para formulação de políticas públicas no país. Para tal, o estudo está estruturado em 11 partes, além da introdução: i) caracterização do mercado acionário brasileiro; ii) comparativo entre o Brasil e o mercado acionário mundial; iii) caracterização dos mercado de acesso às Bolsas de Valores; iv) avaliação dos custos de transação inerentes à abertura de capital em Bolsa (IPO); v) metodologia de pesquisa; vi) diagnóstico das empresas de capital fechado; vii) diagnóstico das empresas de capital aberto; viii) diagnóstico dos intermediários e análise dos resultados; ix) recomendações para dinamização do mercado de acesso no Brasil e x) conclusões.
Português 336.76 I36 2013