00A1BE FFFFFF
 

Publicação

(Re)significando o espaço como capital: contribuições de estudo junto à rua Santa Juliana, Sete Lagoas, MG.
Buscar apenas publicações disponíveis para download
Baixe o pdf http://acervo.ci.fdc.org.br/AcervoDigital/Artigos%20FDC/Artigos%20FDC%202017/(Re)significando%20o%20espa%C3%A7o.pdf Baixe o Abstract  

(Re)significando o espaço como capital: contribuições de estudo junto à rua Santa Juliana, Sete Lagoas, MG.

  São Caetano do Sul, SP, Gestão & Regionalidade, v. 33, n. 98 , p. 118-135, maio/ago 2017.   SANT'ANNA, Anderson de Souza;  DINIZ, Daniela Martins;  OLIVEIRA, Fatima Bayma de. Artigo Sant'Anna, Anderson de Souza SANT'ANNA, Anderson de Souza;  DINIZ, Daniela Martins;  OLIVEIRA, Fatima Bayma de. Tomando como referência abordagens de Bourdieu (2010) e Jacobs (2011), este artigo visa a investigar de que forma diferentes agentes sociais – empreendedores locais, especialmente – se articulam e mobilizam distintos capitais (econômicos, sociais, culturais, simbólicos e espaciais) tendo em vista a produção de dinâmicas socioespaciais de diversidade e vitalidade. Para tal, foi conduzida pesquisa inspirada na TFD, em inglês Grounded Theory, envolvendo 41 entrevistas junto a atores inseridos na dinâmica de importante rua da periferia da cidade Sete Lagoas, MG. Como resultado da pesquisa empírica, verificou-se que os agentes sociais mobilizam o capital espacial como instrumento de diferenciação, além dos capitais econômico, social, cultural e simbólico já considerados em pesquisas anteriores (BOURDIEU, 2010). Outro achado deste estudo é que os sujeitos personificados nos diferentes tipos de empreendedores identificados – tradicionais, modernos e bricoleurs – não atuam em um vácuo socioespacial, nem são independentes uns dos outros. Português 05